Blue team

A aposta na diferenciação de cada cliente

A CSO acredita que as soluções que permitem implementar e aumentar a segurança do trabalho remoto são aquelas que têm apresentado uma maior procura nos últimos tempos

Por Diana Ribeiro Santos . 07/03/2022

A aposta na diferenciação de cada cliente

Fundada em 2006, a CSO – Chief Security Office – é responsável pela análise, desenho de arquiteturas, implementação, manutenção e operação de inúmeras soluções de segurança em organizações dos setores público, indústria, telecomunicações, comércio, banca, entre outros.

O modelo de negócio

A CSO tem como objetivo prestar serviços em segurança da rede, comunicações, aplicações e utilizadores. O garantir da confidencialidade da informação que detêm sobre as infraestruturas que protegem, permitiu obterem o conhecimento que lhes confere a capacidade de diminuir os riscos associados à operação de sistemas críticos.

A dimensão dos seus clientes tem demonstrado, ao longo dos anos, que o seu modelo de negócio está no caminho correto e que têm a dimensão certa para apoiar assertivamente e de forma personalizada cada cliente.

“A nossa estrutura está em linha com o nosso modelo de negócio e tem crescido a um ritmo de 30% ao ano. Somos inflexíveis na segurança e exatos nos problemas dos nossos clientes”, afirma Jorge Miranda, Executive Manager da CSO.

Com quem trabalham?

Os parceiros da CSO são, por excelência, líderes tecnológicos que permitem oferecer as soluções do mercado feitas à medida dos clientes, explica.

“Somos fiéis aos nossos parceiros, o que nos permite ser exímios nos serviços que oferecemos, no entanto, estamos sempre atentos à rápida evolução tecnológica e à integração de novos parceiros no nosso portfólio, focados nas melhores soluções para os nossos clientes”, esclarece.

Através do ritmo de crescimento, a empresa acredita ter obtido uma visão de expansão a médio prazo a nível nacional, ou seja, alargando a sua rede para outras capitais de distrito onde a segurança tecnológica surge como uma oportunidade de negócio.

Contudo, é para a CSO muito importante, manter a sua filosofia empresarial, focada exclusivamente na diferenciação de cada cliente.

O panorama atual

A atual situação pandémica obrigou a grande maioria das organizações a estar em trabalho remoto e, assim, descentralizar os seus sistemas com a componente corporativa a deslocalizar-se para a casa dos colaboradores. Esta alteração originou um aumento significativo das ameaças de segurança, que obrigou a alterações nas infraestruturas.

Na perspetiva da CSO, todas as soluções que permitem implementar e aumentar a segurança do trabalho remoto foram as que apresentaram uma maior procura. No entanto, estas alterações forçam, por vezes, a processos de reengenharia total das infraestruturas, obrigando, desta forma, à apresentação de soluções mais globais, que implicam as componentes de rede, segurança e comunicações. A CSO tem estado envolvida em vários projetos deste tipo.

Para Jorge Miranda, tornando-se, assim, estratégico e fundamental, para a sociedade em geral, a necessidade de proteção de sistemas e pessoas.

“Mantendo-nos fiéis à nossa filosofia empresarial, a CSO, atuando exclusivamente nesta área, posiciona- se num lugar de destaque num futuro de crescimento que se quer estruturado e sólido fazendo com que a oportunidade se concretize”.


REVISTA DIGITAL

IT SECURITY Nº18 Junho 2024

IT SECURITY Nº18 Junho 2024

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.