Threats

Downloaders maliciosos com elevada incidência em Portugal

As ameaças dos downloaders têm vindo a diminuir a nível global, mas em Portugal a tendência é de crescimento, superior a 120% de quadrimestre para quadrimestre

15/11/2022

Downloaders maliciosos com elevada incidência em Portugal

Apesar da desaceleração generalizada das ameaças dos downloaders, Portugal apresentou uma tendência contrária no segundo quadrimestre de 2022.

Com o objetivo de descarregar outros programas ou componentes de malware e executá-los sem que a vítima se aperceba, houve o registo de um crescimento dos downloaders em Portugal superior a 120% de quadrimestre para quadrimestre, de acordo com dados da Eset.

Identificado originalmente em 2014, o Emotet foi o downloader dominante no segundo quadrimestre, representando cerca de 70% das deteções na categoria downloaders. Em Portugal, as deteções cresceram 473%, enquanto a nível global decresceram 31%.

Com o objetivo inicial de ser um Trojan bancário usado para roubar as credenciais de utilizadores, as versões posteriores tornaram-no capaz de infetar sistemas com malware, através de emails e com anexos aparentemente legítimos, mas que estão infetados.

Os operadores do Emotet estiveram especialmente ativos no território nacional durante o mês de julho. Para Nuno Mendes, Diretor-Geral da Eset em Portugal, é necessário “continuar a investir em tecnologias de deteção eficaz nos endpoints para deteção destes downloaders, bem como de tecnologia de cloud sandboxing para deteção de ameaças zero-day”.


NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT SECURITY Nº10 Fevereiro 2023

IT SECURITY Nº10 Fevereiro 2023

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.