News

A IT Security é Media Partner da C-Days 2022

CNCS assina memorando de entendimento para formar dez mil profissionais em cibersegurança

Durante o último dia da C-Days, o Centro Nacional de Cibersegurança assinou um memorando de entendimento para formar dez mil profissionais em cibersegurança até 2026 em conjunto com várias instituições de ensino

Por Rui Damião . 09/06/2022

CNCS assina memorando de entendimento para formar dez mil profissionais em cibersegurança

Para aumentar a oferta de recursos humanos especializados em cibersegurança à disposição das empresas e da administração pública – e esta é, seguramente, uma das matérias mais importantes em termos de cibersegurança – vamos lançar uma iniciativa fundamental: a C-Academy”. Foi assim que Mário Filipe Campolargo, Secretário de Estado da Digitalização e Modernização Administrativa, apresentou uma iniciativa do Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) durante a abertura do último dia da C-Days, uma conferência de três dias que teve lugar entre os dias 7 e 9 de junho no Centro do Congressos do Estoril.

A C-Academy é, nas palavras de Mário Filipe Campolargo, “um programa de formação avançado administrado por várias instituições de ensino superior e que vai permitir formar 9.800 especialistas na área da cibersegurança”.

O Memorando de Entendimento assinado após a intervenção do Secretário de Estado contou, também, com várias instituições de ensino, nomeadamente a Universidade de Aveiro, o Instituo Politécnico de Beja, a Universidade do Minho, o Instituto Politécnico de Bragança, a Universidade de Coimbra, o Instituto Politécnico de Coimbra, a Universidade da Beira Interior, a Universidade de Évora, a Universidade da Madeira, o Instituto Politécnico da Guarda, o Instituto Politécnico de Leiria, a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, o ISCTE, o Instituto Politécnico de Lisboa, a Nova School of Law, a Universidade do Porto, o Instituto Politécnico de Santarém, o Instituto Politécnico de Viana do Castelo, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e o Instituto Politécnico de Viseu, assim como a Fundação para a Ciência e Tecnologia/FCCN.

A C-Academy está alinhada com o Referencial de Competências em Cibersegurança e terá abrangência em todo o território nacional, tendo lugar até, pelo menos, o primeiro trimestre de 2026.

Em 2021, em entrevista à IT Security, Lino Santos, Coordenador do Centro Nacional de Cibersegurança, referiu que a agora anunciada C-Academy era um dos grandes projetos inscritos no PRR para a área da cibersegurança, sendo que o objetivo, e como já mencionado, era “requalificar cerca de dez mil especialistas em cibersegurança, habilitados a implementar estes referenciais que referi nas suas várias componentes”.

Em declaração à IT Security no final da C-Days, o Contra-almirante António Gameiro Marques, do Gabinete Nacional de Segurança, refere que a C-Academy foi uma das soluções encontradas para, por um lado, atingir os números e indicadores com os quais o país se comprometeu com a União Europeia, mas também para chegarmos a todos os locais do país. “É com a rede de universidades e politécnicos que temos a capilaridade nacional que nos permite a todas as regiões”, refere.

A C-Academy irá começar no segundo semestre de 2022 e o início concreto será anunciado posteriormente pelo Centro Nacional de Cibersegurança. As universidades e politécnicos que fazem parte desta rede vão, também, divulgar a formação de forma a atrair as pessoas interessadas em formar ou requalificar em cibersegurança na sua região.

 

A IT Security é Media Partner da C-Days 2022


NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT SECURITY Nº6 Junho 2022

IT SECURITY Nº6 Junho 2022

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.