News

Ministério Público investiga ciberataque à TAP

Ataque de agosto, da autoria do grupo Ragnar Locker, resultou na divulgação de milhões de dados de clientes da companhia aérea portuguesa

22/09/2022

Ministério Público investiga ciberataque à TAP

O Ministério Público (MP) está a investigar o ciberataque à TAP Air Portugal, ocorrido em agosto, e que culminou na divulgação de milhões de dados pessoais de clientes da companhia aérea portuguesa.

“Confirma-se a instauração de inquérito, o qual se encontra em investigação. Corre termos no DIAP de Lisboa”, esclareceu a Procuradoria-Geral da República numa resposta enviada à Agência Lusa.

O grupo Ragnar Locker publicou, no início desta semana, um total de 581GB de dados que afirma serem da TAP Air Portugal, incluindo dados de 1,5 milhões de clientes. No final de agosto foram divulgadas informações sobre um ciberataque à TAP Air Portugal. Recentemente foi revelado que tinham sido publicados dados pessoais de cerca de 115 mil clientes.

Esta quarta-feira a TAP divulgou um comunicado onde confirmou o ciberataque, garantindo que “não há indicação de que dados de pagamento tenham sido exfiltrados dos sistemas da TAP”.

A empresa está a trabalhar em conjunto com o Centro Nacional de Cibersegurança, a Polícia Judiciária e a Microsoft no âmbito deste caso.


NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT SECURITY Nº8 Outubro 2022

IT SECURITY Nº8 Outubro 2022

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.