News

Empresa que criou spyware Pegasus na lista negra dos EUA

O grupo NSO, que criou o spyware Pegasus, foi colocada na lista negra dos Estados Unidos, mas a empresa afirma que é uma ferramenta que impede ações terroristas

08/11/2021

Empresa que criou spyware Pegasus na lista negra dos EUA

Os Estados Unidos colocaram o grupo NSO, que criou o spyware Pegasus, na lista negra comercial. O grupo, por seu lado, planeia lutar contra este impedimento e afirma que a ferramenta pode ajudar a prevenir ações terroristas. O spyware Pegasus está ligado a ciberespionagem a vários dissidentes, ativistas, políticos e organizações sem fins lucrativos.

O grupo NSO é, na verdade, apenas um de quatro empresas que o departamento do comércio dos Estados Unidos adicionou à lista de entidades que impede que as empresas norte-americanas façam negócio com entidades que colocam em causa a segurança nacional dos Estados Unidos.

Para além disso, também foi adicionada a empresa israelita Candiru que, alegadamente, vende o malware de vigilância DevilsTongue a governos em todo o mundo e fundado por engenheiros que saíram da NSO. O departamento do Estado norte-americano afirma que tanto o grupo NSO e a Candiru foram adicionadas à lista por terem “desenvolvido e fornecido spyware a governos estrangeiros que utilizaram a ferramenta para maliciosamente terem como alvo oficiais do governo, jornalistas, empresários, ativistas, académicos e trabalhadores de embaixadas”.


Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT SECURITY Nº3 Dezembro 2021

IT SECURITY Nº3 Dezembro 2021

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.