News

VisionWare investe 20 mil euros em bolsas de mérito

A VisionWare vai apoiar jovens estudantes durante o ano letivo de 2023/2024 em Portugal e Cabo Verde com dez bolsas de mérito

10/09/2023

VisionWare investe 20 mil euros em bolsas de mérito

A VisionWare anuncia a segunda edição do seu programa de bolsas de mérito. Destinado a dez jovens talentos de Portugal e Cabo Verde, que frequentem Licenciaturas, Mestrados e Mestrados Integrado, ou o ensino técnico-profissional, nas áreas das Tecnologias de Informação e Comunicação, esta iniciativa da VisionWare tem como mote “VisionWare, Creating Future Talents since 2005”. A empresa dá continuidade ao programa criado em 2022, com o objetivo de contornar a escassez de talentos sentida na área das tecnologias de informação, um setor com um peso cada vez maior na economia global. 

Este ano, a tecnológica pretende alcançar outras duas novas áreas de ensino, nomeadamente Cibercrime e Proteção de dados, e Informática Forense ou Cibersegurança e Defesa, para além das que já constavam na primeira edição: Segurança Informática em Redes de Computadores; Ciência de Dados; Ciências de Engenharia de Computadores e Telemática; Cibersegurança; Engenharia Eletrónica Industrial e Computadores; Engenharia Informática e Sistemas Computacionais; Engenharia de Telecomunicações e Informática. 

À semelhança da primeira edição, este projeto de responsabilidade social e corporativa contempla um financiamento total de 20 mil euros, recebendo cada um dos estudantes vencedores dois mil euros para apoiar despesas relacionadas com o percurso académico, montante que será atribuído ao longo do ano letivo 2023/2024. 

O Programa das Bolsas de Mérito VisionWare é um bom exemplo da forma como as empresas e as instituições de ensino podem trabalhar em conjunto”, salienta Bruno Castro, CEO e fundador da VisionWare, fazendo ainda questão de acrescentar que o objetivo fundamental é “capacitar o talento jovem, motivo pelo qual lançámos esta nova edição, com a garantia de que os alunos nutrem as capacidades que já têm incorporadas”. Na perspetiva de Bruno Castro, “iniciativas como esta são autênticos facilitadores de empregabilidade, porque não só valorizamos as competências, como oferecemos novas oportunidades no setor tecnológico e em particular, na área da cibersegurança em que agora, mais do que nunca, necessita de talento”.

Mário Delgado, um dos premiados por este programa no ano passado explica como esta iniciativa “atua como um catalisador de oportunidades, possibilitando que indivíduos talentosos alcancem os seus objetivos académicos e profissionais”. Além disso, refere o estudante da Licenciatura em Engenharia Informática na Universidade Nova de Lisboa, que este reconhecimento da VisionWare é um incentivo para se “preparar adequadamente para uma carreira gratificante” na área da cibersegurança. Por outro lado, Verónica Santos, aluna do curso Ciência de Computadores na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, destaca o “apoio muito importante e essencial da VisionWare” como o principal benefício desta iniciativa, por ter permitido o acesso a recursos que a “ajudaram a desenvolver de forma mais simples e consistente os conhecimentos na área da computação”.


NOTÍCIAS RELACIONADAS

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT SECURITY Nº18 Junho 2024

IT SECURITY Nº18 Junho 2024

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.