Threats

Irão pode ter atacado utilizadores do LinkedIn

A empresa de segurança dos EUA FireEye identificou que hackers em nome do estado iraniano atacaram utilizadores da rede social com novo malware perigoso

23/07/2019

Irão pode ter atacado utilizadores do LinkedIn

A campanha APT34, identificada no ataque a utilizadores do LinkedIn, está associada ao governo iraniano e foi usada numa estratégia de phishing dirigida a utilizadores da rede social.

Eram feitos convites a esses utilizadores para redes profissionais, aparentemente legítimas, e os anexos enviados em e-mails continham malware que infetava os sistemas das vítimas e lhes roubava dados e credenciais.

De acordo com a FireEye, e como relatado pela Forbes, a campanha tinha como alvos indústrias específicas relevantes para o regime iraninano. O objetivo mais claro era aceder a entidades financeiras, energéticas e governamentais do Médio Oriente.

Em junho, a Agência Nacional de Cibersegurança norte-americana confirmou à Associated Press que “houve sérios problemas com os ciberataques maliciosos do Irão no passado. Num altura de grande tensão, é apropriado que todos estejam alerta para sinais de ataques iranianos no ciberespaço e assegurem a sua segurança”.

As autoridades e investigadores de segurança não esperam que este tipo de ataques terminem para já, e pedem mais atenção na defesa por parte das empresas, redes pessoais e profissionais.


Notícias relacionadas

RECOMENDADO PELOS LEITORES

REVISTA DIGITAL

IT SECURITY Nº2 Setembro 2021

IT SECURITY Nº2 Setembro 2021

NEWSLETTER

Receba todas as novidades na sua caixa de correio!

O nosso website usa cookies para garantir uma melhor experiência de utilização.